BLOG

Buscar

“Meu trabalho vai além do digital”


Falar de emagrecimento e saúde. Este é o carro chefe do trabalho da psicóloga e coach de emagrecimento, Elaine Lopes. Com quase 35 mil seguidores nas redes sociais (@_elainelopes_) tornou-se uma influenciadora digital e usa as ferramentas de comunicação digitais para dar informação de qualidade e divulgar o seu trabalho, mesclando postagens de conteúdo informativo com uma pitada de vida pessoal.


Para a série “Comunicação em saúde”, a equipe da Checkup Comunicação bateu um papo com a psicóloga sobre o uso das ferramentas de comunicação na área da saúde como forma de alavancar o trabalho. Confira:






Checkup - Como você começou na psicologia?

Elaine - Ingressei na faculdade de psicologia em 2003, por acaso. Ao final da faculdade participei de um processo seletivo e ingressei na área de Recursos Humanos, onde trabalhei por 10 anos, em diversas empresas. Sempre fui muito estudiosa e neste período estudei PNL (Programação Neurolinguística), Coaching e fiz mais 3 especializações. Eu gostava bastante do meu trabalho, trabalhava e dava aulas, mas estava sempre muito cansada.

Checkup - E como mudou de área e chegou ao seu atual segmento de trabalho?

Elaine - Em 2010 eu ia me casar e decidi mudar de vida, então resolvi abrir meu consultório. Comecei devagar e as coisas não deslanchavam. Neste período, comecei meu processo de emagrecimento. Era algo que eu já tinha tentado várias vezes, uma luta da vida toda. Foram 28 kg em um ano e, ao final, eu percebi que havia criado um método de emagrecimento que funcionava. E não era justo guardar ele só pra mim. Assim, criei o programa Viva Leve e comecei a atuar na área de emagrecimento.

Checkup - Como você iniciou nas redes sociais?

Elaine - De uma maneira muito natural. Sempre gostei de redes sociais, desde os tempos de Orkut. Durante o meu processo de emagrecimento, comecei a dividir com as pessoas as coisas que eu fazia e percebi que havia muita gente interessada no assunto. As coisas foram fluindo e eu fui criando conteúdo, instintivamente.

Checkup - Quando as redes sociais começaram a ser a principal ferramenta de divulgação do seu trabalho?

Elaine - Há 3 anos, percebi que havia tomado uma proporção grande e senti a necessidade de profissionalização. Procurei assessorias para auxiliar nesse trabalho, passei por muitas etapas, experimentei vários formatos, aprendi bastante até chegar no formato atual de conteúdo. Hoje, gerencio tudo sozinha. Dá muito trabalho, mas dá um super retorno.

Checkup - Você tem quase 35 mil seguidores no Instagram. Como chegou a ter um alcança tão grande na internet?

Elaine - Foi um caminho natural, não busquei isso. Claro que percebi que funcionava e que havia público, mas fui postando meu trabalho, mesclando com postagens pessoais. Algumas parcerias também me ajudaram. Escrevi para alguns blogs como A Tribuna, Webrun, Treino Online o que me ajudou a ter visibilidade.

Checkup - O quanto a comunicação influencia hoje no seu trabalho?

Elaine - Totalmente. Atualmente, mais de 80% dos meus pacientes chegam via rede social, principalmente Instagram, que é meu principal canal de comunicação. Praticamente 100% das pessoas que frequentam o meu curso, o Viva Leve, vem por meio da divulgação na internet.

Checkup - Você é uma influenciadora digital. Como é viver isto?

Elaine - A ficha ainda não caiu, na verdade. As pessoas me veem como referência, eu mesma tenho dificuldade de enxergar tudo aquilo que acham de mim. Mas é muito bacana poder falar de saúde e influenciar positivamente as pessoas. Saber que posso fazer a diferença.

Checkup - O quanto isso pode ser prejudicial ou invasivo?

Elaine - As pessoas me param na rua, falam comigo, comentam sobre minha vida, querem saber detalhes, sabem até o que eu comi na última refeição. É surreal. Mas eu sei até onde eu posso e quero mostrar. Consegui encontrar a medida certa. O que está ali na internet é só 10%, ou nem isso, do meu dia-a-dia.

Checkup - E como é falar de saúde e emagrecimento na internet? Tentar passar um conteúdo denso e de qualidade, em meio a uma série de conteúdos duvidosos e rasos? Elaine - É muito difícil. A comunicação é só um meio, uma ferramenta. Meu trabalho vai muito além da internet. Não sou uma blogueira, não é este o meu caminho. Eu falo de saúde e emagrecimento, levo informação às pessoas. No começo, fui mal interpretada por algumas nutricionistas, que achavam que eu estava entrando no trabalho delas. Hoje, conquistei meu espaço e sou inclusive indicada por alguns nutricionistas. São trabalhos complementares.

Checkup - A psicologia ainda é uma área com poucos profissionais utilizando os meios digitais, especialmente neste formato que você usa. A que você acredita que se deve isso? Elaine - Na faculdade, aprendemos que é errado se expor, que não devemos nos mostrar, nem mostrar nosso trabalho. Até pouquíssimo tempo atrás, o atendimento não presencial não era liberado, por exemplo. Hoje, já é permitido fazer atendimento a distância. Mas são mudanças graduais. Os profissionais, em geral, não gostam de se expor. Eu sou totalmente contrária a isso. Não gosto da ideia de colocar o psicólogo em um pedestal. Sou gente da gente, também tenho dias ruins, igual todo mundo. Por isso, não queria ter um perfil na internet totalmente comercial, com postagens estritamente técnicas e profissionais. E acho que é muito mais benéfico do que prejudicial essa minha exposição.

Checkup - Você acredita que a quantidade de informação disponível na internet pode atrapalhar na sua atuação junto aos pacientes? E tem alguma dica para que seus pacientes não consumam conteúdo equivocado?

Elaine - Sim, tendo em vista que nem tudo que é feito é mostrado. As pessoas ainda se iludem demais com as redes sociais e as mídias em geral, muitas pessoas que emagrecem não falam dos atalhos que tomaram até chegar onde estão. Sempre peço para ficar o menor tempo possível nas redes sociais.


Checkup - Considera suas plataformas digitais como, além de uma vitrine, uma extensão do seu trabalho de consultório? E como você escolhe os temas de vai falar?

Elaine - Certamente, onde busco compartilhar conteúdos apropriados para a minha área. Dependendo do meu dia, dos acontecimentos da minha vida e da minha rotina. Ou da demanda que surge em consultório e até mesmo nas próprias redes.

Checkup - Qual dica você daria para profissionais de saúde que estão iniciando no mundo digital?

Elaine - Que sejam transparentes, congruentes e que entendam que a sua mensagem pode sim salvar o dia – ou a vida – de alguma pessoa.









Checkup Comunicação Estratégica