BLOG

Buscar

O Facebook ainda traz resultados?

Atualizado: 26 de Set de 2018


O Facebook ainda traz resultados? Essa é uma pergunta constante entre profissionais e empresários que investem ou pretendem investir nessa mídia social.

E a resposta é: SIM e NÃO.

É verdade que a rede do Zuckenberg passou por mudanças significativas no seu algoritmo, mudando a forma como as marcas passaram a se relacionar e a serem exibidas aos usuários. Houve um tempo em que a visibilidade de fato era muito maior. Bastava publicar algum post, link, foto ou vídeo e, imediatamente, os resultados apareciam em forma de engajamento, cliques e curtidas nas páginas. Mas as coisas mudaram.

Portanto, nesse caso, a resposta é não funciona como antes.

Mas isso não significa que a mídia social deixou de funcionar. O que acontece é que agora as coisas não são mais tão fáceis. Para se atingir os resultados desejados é preciso investir, além de mais recursos, mais tempo na análise dos dados e mais criatividade na elaboração das estratégias para alcançar o público-alvo.

Vale lembrar que o Facebook é uma rede social, cujo maior patrimônio são as pessoas que a utilizam. Portanto, todo o esforço da equipe do Mark está focado em manter essas pessoas conectadas na sua plataforma o maior tempo possível, gerando, assim, maior audiência. E isso é feito mostrando na timeline delas mais daquilo o que elas querem ver. E, convenhamos, ninguém está em uma rede social para ver #propaganda.

Por isso, diante da quantidade enorme de concorrentes, que inclui as postagens dos amigos e o próprio algoritmo do Facebook, a saída para as empresas é produzir o melhor #conteúdo possível. De modo que as pessoas sinalizem para a plataforma, por meio de interação (curtidas, compartilhamentos e comentários), que querem ver a sua marca mais vezes.

Portanto, não é o Facebook que não funciona mais. O que deixaram de funcionar foram as velhas práticas de postar qualquer coisa, de qualquer jeito, sem qualquer estratégia e esperar sentado os resultados choverem na sua horta. Agora, como dizem, acabou o “almoço grátis” e o trabalho é árduo.

E é aí que se separa os homens dos meninos (ou os profissionais dos amadores).


Checkup Comunicação Estratégica